segunda-feira, novembro 01, 2010

pegar no casaco e nas chaves. fechar a porta de casa. descer o elevador. chegar à porta do prédio. virar para um lado sem pensar no caminho que levo. apetece-me sentir o frio. o vento a bater-me na cara.
a rua está silenciosa. não há carros. não há pessoas a passear nas ruas.

gosto do silêncio. de ser apenas eu. de sentir aquilo que sou e aquilo que quero. gosto de caminhar sem destino. por ruas que não conheço.


sinto um vazio em mim. olho para o relógio, talvez seja melhor voltar para casa.

Sem comentários: